Maite Perroni estreia em São Paulo com casa lotada e causa histeria entre os fãs

0 775
Foto por Déborah Pinheiro / Portal da Música

Foto por Déborah Pinheiro / Portal da Música

A atriz e cantora Maite Perroni deixou milhares de fãs enlouquecidos durante a sua primeira apresentação solo no país. O show, que faz parte da turnê “Eclipse de Luna”, aconteceu neste domingo (23), no Teatro Bradesco, em São Paulo.

A morena mostrou uma evolução gigantesca, tanto na voz, quanto em sua postura de palco – se comparado aos tempos do extinto grupo RBD – e arrancou suspiros da plateia com coreografias ousadas e figurinos bem elaborados. Todo o espetáculo é resultado de um intenso processo de preparação que durou cerca de 3 anos e meio, desde o fim do sexteto. Diferente de todos os seus ex-companheiros que se jogaram de cara no mercado pop, Maite se arriscou em um estilo bem fora do convencional: a bachata. O ritmo ‘caliente’, oriundo da República Dominicana, caiu feito uma luva à cantora, e parece ter agradado o público.

Foto por Déborah Pinheiro / Portal da Música

Foto por Déborah Pinheiro / Portal da Música

Após iniciar a apresentação com um vídeo da canadense Severn Suzuki, conhecida mundialmente como ‘a menina que calou o mundo’ com o seu discurso na Rio92, Maite entrou no palco ao som de “Água Bendita“. A performance contou com tambores ao estilo ‘blue man group’. Na sequência, “Llueve Llueve” e um cover de “Yo No Sé Mañana“, do cantor Luis Enrique, foram apresentados.”Obrigado, Brasil! São tantos anos de carinho e finalmente estamos aqui. Muito obrigado por virem de todos os cantos do país!“, agradeceu.

A noite contou também com a participação especial de Wanessa. As duas cantoras apresentaram juntas a música tema da turnê, e também do primeiro disco de Maite, “Eclipse de Luna”, em uma versão em português e espanhol. Em entrevista antes do show, a brasileira se mostrou bastante empolgada com a participação: “Eu fiquei muito feliz com o convite, e mais feliz ainda em conhece-la. É uma querida. Achei que ela fosse mais nova e descobri que temos a mesma idade. É uma garota que está começando com um novo trabalho, mas que viveu um fenômeno sem igual no mundo todo, e ainda assim, tem uma simplicidade dessa. Estou muito feliz de verdade!“.

Para a segunda parte, Maite retornou ao palco com um vestido vermelho provocante, e mostrou toda a latinidade presente em seu sangue ao dançar a salsa “Ahora Quién“. Em “Que Te Hace Falta“, a mexicana seguiu sem poupar energias em suas coreografias.

O RBD também foi lembrado pela cantora durante o show, e o momento ‘nostalgia’ foi marcado por choros e gritos dos fanáticos, órfãos em 2008. No medley que homenageia o grupo, a cantora apresenta os maiores sucessos como “Ser O Parecer“, “Aún Hay Algo“, “Empezar Desde Cero” e “Solo Quédate en Silencio“.

A primeira música de trabalho da cantora, “Tú y Yo“, encerrou o espetáculo de aproximadamente 1 hora. Durante a execução, ao menos 7 fãs conseguiram burlar o esquema de segurança e invadiram o palco. Profissional, Maite não se intimidou com o ocorrido e permaneceu até o fim música, sendo retirada em seguida pelos seguranças, antes que a situação saísse do controle. Minutos depois ela retornou ao local com uma bandeira do Brasil para fazer, então, o agradecimento e se despedir dos brasileiros.

Noite de estreias

O domingo também ficou marcado para os garotos da Só Cinco, que fizeram sua estreia oficial durante o show de abertura. Pedro Lessa, Enrico Manfio, Marlon Schuck, Apollo Lima e Cássio Vidal fizeram uma pequena apresentação, mas suficiente para arrancar gritos e mais gritos da garotada.

No pocket show, o quinteto apresentou as músicas próprias “Sem Esperar” e “Como a Primeira Vez“, além de covers das boybands N’Sync e Westlife.

Similar articles

Contato

Guilherme Mendes E-mail: guilherme@pdamusica.com.br